A leitura do mapa natal


No mapa natal estão desenhados os nossos dons e talentos, bem como o nosso projeto de vida. Nele podemos obter o caminho da nossa evolução consciente, aquilo que alguns chamam de destino, muitas vezes com uma conotação errada de que destino é um lugar para se chegar, mas que, no caso do projeto de vida desenhado em nosso mapa natal, destino é uma direção, é um sentido de evolução para o qual devemos caminhar enquanto estivermos vivendo.
O mapa astral contém os doze setores de experiência da vida humana, que chamamos de Casas. Além das doze Casas temos os pontos de energia, que chamamos de planetas. Aqui vamos chamar de planeta tanto Marte, quanto o asteróide Juno, o satélite Lua, e o Sol, que na verdade é uma estrela. É praxe na astrologia chamar os corpos celestes de planeta. Também temos no mapa alguns pontos que não possuem energia, mas se relacionam de alguma forma com as energias da vida. A Lua Negra é um ponto de magnetismo, sedução e perda de energia psíquica; a Roda da Fortuna é um ponto de grande satisfação e integração da nossa identidade, da nossa consciência e do nosso inconsciente; e os Nodos Norte e Sul são pontos de ganho e liberação de energia que definem um sentido de evolução para nossa vida.
O caminho da evolução consciente
Antes mesmo de falar sobre o Sol, a Lua e Ascendente, irei falar sobre o caminho da evolução consciente, que é o eixo do Nodo Sul e Nodo Norte. Este é o caminho da sua transcendência. No Nodo Sul estão as qualidades e as experiências que quando vivenciado, não alcança nenhuma evolução. São experiências habituais, que você tende a fazer quase que inconscientemente, e por isso mesmo, sem estar com a consciência ligada e com o espírito presente; são padrões de comportamento do passado que você tende a repetir sem qualidade e sem o brilho pessoal do espírito humano. Já no Nodo Norte, que é o ponto oposto ao Nodo Sul, estão as experiências que não temos o hábito de viver, temos até mesmo um certo receio de vivenciá-las, porque elas não nos são familiares. Mas, é quando vivemos as experiências da Casa em que está o Nodo Norte, com as qualidades do signo em que ele se posiciona, que somos obrigados a estar conscientes e espiritualmente presentes. É aí que temos nossa energia vital ascendendo, possibilitando que alcancemos o nosso crescimento, tanto pessoal quanto espiritual. Quando percorremos o caminho da transcendência, sentimos que a vida está mais proveitosa, pois estamos executando nosso verdadeiro projeto de vida.
Após falar dos Nodos Sul e Norte, irei falar dos pontos de energia que atuam de alguma forma sobre o caminho da transcendência, facilitando ou colocando alguns desafios diante do percurso rumo ao Norte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chave de Ativação do Nero 8

Como funciona o pensamento conceitual