Sexo

 

Sexo, diferença física e de comportamento que distingue os organismos individuais, segundo as funções que realizam nos processos de reprodução. Através desta diferença, que dá origem a machos e fêmeas, uma espécie pode combinar de forma constante sua informação genética e gerar descendentes com genes diferentes. Embora a reprodução sexuada seja mais lenta e complicada do que a assexuada, tem a grande vantagem de produzir uma ampla diversidade de indivíduos, cada um com pequenas diferenças em sua composição genética. Durante a formação de células sexuais, ou meiose, o par de cromossomos (diplóide), da forma como aparecem em cada célula do indivíduo adulto, reparte-se ao acaso, tornando-se apenas um cromossomo (haplóide) em cada gameta. Quando este grupo simples une-se a outro que provém de um gameta diferente, os genes voltam a misturar-se. Isto torna possível que os filhos não sejam uma cópia exata dos pais. O papel do sexo, ao reordenar os genes, constitui um mecanismo fundamental da seleção natural e é provável que exista desde antes do aparecimento dos primeiros organismos multicelulares.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como funciona o pensamento conceitual

Significado dos Dias da Semana

Chave de Ativação do Nero 8