A difícil escolha entre tela de LCD e plasma - Final

PREÇO

Atualmente, é possível encontrar no País telas de plasma de última geração, com 42 polegadas ou mais e resolução de 720 linhas horizontais, a partir de R$ 3 mil.

Uma boa tela de LCD de 26 polegadas sai por cerca de R$ 1.800. Já as de 32 polegadas custam cerca de R$ 3 mil.

Alguns cuidados são vitais para conservar as telas

Depois de decidida a tecnologia, o consumidor precisa zelar pelo aparelho. Como todo equipamento de ponta, telas de plasma e LCD demandam uma série de cuidados para que funcionem satisfatoriamente durante bastante tempo.

O primeiro cuidado é em relação ao local onde a tela ficará. Se for pendurá-la na parede, preste atenção à fixação do suporte. Um tombo pode inutilizar o equipamento. Se preferir colocá-la sobre um móvel, evite áreas com grande circulação. Como são muito mais leves do que os televisores convencionais, essas telas podem cair se levarem um esbarrão.

Elas também não foram feitas para serem tocadas. A maioria delas é frágil contra riscos e, no caso das de LCD, são mais vulneráveis a impactos do que os televisores de tubo. Um controle remoto arremessado contra a tela de LCD pode ser suficiente para a irreparável destruição do equipamento. Pode parecer loucura, mas chegou a acontecer com jogadores de Wii, já que o console exige bastante movimento corporal.

Telas de plasma são bem mais resistentes a choques porque são basicamente um sanduíche de sólidas chapas de vidro. Conseguem absorver melhor impactos frontais acidentais, mas, claro, não são indestrutíveis.

A limpeza dos aparelhos também é outro ponto importante. Em hipótese alguma limpe a superfície da tela com álcool ou produtos à base de solventes. Além de atacar as partes plásticas do acabamento, produtos químicos podem se infiltrar na parte da frente da tela e prejudicar irremediavelmente a TV, especialmente no caso das de LCD.

Use apenas um pano macio levemente umedecido em água limpa. Já existe no mercado um pano especial elaborado com fibras sintéticas que não agride as telas.

E finalmente muito cuidado com a eletricidade. É recomendável conectar sua tela a um estabilizador (do mesmo tipo utilizado com PCs) ou no-break para evitar picos de energia

Resolução é importante, mas não é o único fator para garantir uma boa imagem

Muita gente considera a resolução máxima da tela um ponto importante ao decidir entre plasma ou LCD. Por enquanto é difícil encontrar telas de plasma full HD (1.080 linhas horizontais) no Brasil. No caso do LCD, vários fabricantes vendem telas full HD, mas são bem mais caras. Nem sempre a quantidade de pontos basta para determinar a qualidade da imagem. Existem vários fatores que afetam a imagem a que assistimos e todos devem ser levados em consideração.

De cara, recuse telas com resolução inferior a 720p (linhas horizontais), o padrão mínimo de alta definição. Telas full HD só valem a pena se você for um entusiasta e possuir um tocador de discos Blu-Ray ou HD-DVD. Como o custo desse tipo de tela ainda é alto, é melhor esperar que os preços caiam.

Mais importante do que analisar a quantidade de linhas na tela é verificar a capacidade do televisor para exibir imagens em movimento.

Nesse ponto, as telas de plasma são imbatíveis. Imagens em movimento ficam muito mais fluidas nas telas de plasma do que nas de LCD. No Japão é muito comum atribuir à tela um selo com a informação da quantidade de linhas verticais de movimento que ela é capaz de exibir.

Plasmas exibem no mínimo o dobro de linhas verticais nítidas que uma LCD convencional. Isso faz uma boa diferença porque o movimento fluido oferece mais conforto visual.

Novos avanços permitem que telas de LCD mais modernas cheguem perto da performance das de plasma nesse quesito. Nas telas normais de LCD a imagem é atualizada 60 vezes por segundo. Nas de maior resolução de movimento, 120 vezes por segundo. Mas, além de raras (no Brasil nenhuma tela do tipo é vendida), elas são mais caras do que as convencionais.

Um dos problemas enfrentados por ambas as tecnologias é a forma como elas exibem o sinal de definição padrão, transmitido pela TV aberta, a cabo e aparelhos de DVD normais.

As TVs de tubo não mostravam tanto as imperfeições do sinal convencional, mas as de plasma e LCD fazem esses defeitos saltarem aos olhos. Muita gente levou uma tela do tipo para casa e se arrependeu. Isso melhorou porque os novos modelos possuem processadores digitais de imagem que reduzem imperfeições.

De qualquer forma, é bom lembrar que telas de LCD e plasma foram feitas para exibir imagens de alta definição  pelo menos 720 linhas horizontais. Ou seja, valem realmente a pena para quem tem DVDs de alta resolução ou TV Digital e para jogar games de última geração

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como funciona o pensamento conceitual

Inteligência e pensamento

Chave de Ativação do Nero 8