Há 05 Anos Atrás


Fiat é condenada a pagar indenização pela morte de Chico Science

Em 1º/9/2004, a fábrica de automóveis Fiat é condenada a pagar indenização no valor de 10 milhões de reais à família do cantor Chico Science. O Tribunal de Justiça de Pernambuco mantém a sentença da primeira instância com base em relatório da perícia que aponta para o fato de o cinto de segurança do carro em que viajava o cantor ter-se soltado no momento do acidente que o matou, em 1997.

Saiba Mais:

Dez anos após a morte do cantor e compositor Chico Science em acidente de carro, a família do pernambucano fechou acordo com a Fiat e recebeu indenização por danos morais e materiais.

O valor pago não foi revelado pelas partes por estar sob segredo de Justiça. Segundo o advogado da família, Antônio Campos, foi a maior indenização paga a pessoa física pela indústria automobilística do país.

Francisco de Assis França, conhecido como Chico Science, morreu em 2 de fevereiro de 1997, aos 30 anos, em acidente de carro entre os municípios de Recife e Olinda.

Perícia feita no Uno Mille que o cantor conduzia sozinho revelou que a fivela metálica do cinto de segurança se rompeu no impacto com um poste, ocorrido na lateral oposta a do motorista.

Há oito anos, a família de Chico Science entrou na Justiça contra a Fiat, com pedido inicial de indenização de R$ 48 milhões.

O pagamento de indenização já havia sido determinado pela Justiça pernambucana em 2004. Em 2005, a Fiat perdeu recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Desde então, o processo estava em fase de liqüidação de sentença (definição do valor a ser pago). O valor foi acertado em dezembro de 2006, em duas reuniões de conciliação entre as partes.

A assessoria de imprensa da Fiat confirmou que houve acordo. Ressaltou, contudo, que em nenhum momento a empresa reconheceu culpa pelo acidente --na época, a empresa atribuiu o rompimento do cinto à violência do impacto.

Perícia

Segundo o advogado Campos, peritos do Tribunal de Justiça de Pernambuco apresentariam em juízo um laudo sugerindo R$ 15,9 milhões para a indenização, tendo por base mais 20 anos de produção artística do cantor, que estava no auge da carreira. "Mas o acordo foi fechado antes do laudo ser apresentado."

A família e a Fiat não revelam o valor da indenização. Apenas informaram que ficou abaixo de R$ 10 milhões. Metade vai para a filha do cantor, de 16 anos, e a outra metade vai para os pais dele.

A mãe do cantor, Rita Marques de França, não quis comentar valores de indenização. "Não estou sabendo de nada. Está tudo nas mãos do advogado", disse.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como funciona o pensamento conceitual

Significado dos Dias da Semana

Chave de Ativação do Nero 8