TBC

Teatro Brasileiro de Comédia

Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), companhia teatral paulistana fundada em 1948 por Franco Zampari (1898-1966), empresário de origem italiana. Zampari tentou criar em São Paulo centros de produção artística nos moldes da Europa e dos Estados Unidos: a companhia cinematográfica Vera Cruz foi outro resultado desse seu esforço.

O TBC montou um grande número de textos clássicos e da dramaturgia internacional e foi de enorme importância ao revelar alguns dos que seriam os grandes nomes do teatro brasileiro nas décadas seguintes, tanto diretores (Antunes Filho, Flávio Rangel) quanto atores (Paulo Autran, Cacilda Becker, Sérgio Cardoso, Tônia Carrero).

Em seus anos iniciais, o grupo alternou peças artisticamente mais ambiciosas, de autores como Sófocles, Pirandello e Tennessee Williams, com espetáculos de bilheteria garantida, como Arsênico e alfazema, de Joseph Kesselring; Uma certa cabana, de André Roussin; e Treze à mesa, de Marc Gilbert Sauvajon.

Durante algum tempo, o TBC chegou a manter um elenco fixo de mais de 40 profissionais, mas problemas financeiros gerados por sua enorme estrutura acabaram produzindo seu desmembramento em vários grupos. Saíram do TBC a companhia Tônia-Celi-Autran, a de Sérgio Cardoso e Nádia Lícia, a de Cacilda Becker e o Teatro dos Sete (de Fernanda Montenegro, Sérgio Britto e Ítalo Rossi).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como funciona o pensamento conceitual

Significado dos Dias da Semana

Chave de Ativação do Nero 8